terça-feira, 26 de julho de 2011

O Chafariz dos Canos (Torres Vedras) e o Património


Alberto Souza, Chafariz dos Canos - Torres Vedras (1940, Museu José Malhoa).
-

Fotografias SIPA/IHRU.
---
A salvaguarda do Património sempre me interessou e creio que não deixa de ser relevante a maneira como a pintura e a fotografia podem servir como registos de tempos passados, contribuindo assim para a preservação da memória colectiva.
O Chafariz dos Canos é, para mim, um dos monumentos mais interessantes de Torres Vedras e é pena que esteja escondido no meio de uma urbanização recente e pouco interessante. Lamento a maneira como em muitas cidades portuguesas não se valoriza a preservação de conjuntos urbanos em zonas históricas.
Eu sei que esta noção de salvaguarda do património é recente e pode ser questionada, porque implica que as pessoas do presente se tenham de adaptar a certas limitações que poderão travar um certo tipo de desenvolvimeto / progresso. Mas na verdade acho que tudo se pode conciliar se houver vontade de o fazer e penso que, em alguns casos, é preferível salvar uma fachada ou o resto de uma muralha, uma árvore centenária ou uma tradição - desde que isso não implique, obviamente, o desrespeito por direitos básicos ou deveres morais.

5 comentários:

Presépio no Canal disse...

Concordo inteiramente contigo, Margarida. Custa-me muito ver o nosso patrimonio tao rico e diversificado ser tao pouco estimado. Conheces o blog Cidadania LX? Uma pena o que se tem vindo a passar com o patrimonio lisboeta.
Uma das coisas que gosto na Holanda e o facto de haver extremo zelo com o patrimonio. No caso do Batavia, por exemplo, desde desempregados de longa duracao, a voluntarios e empregados, todos contribuiram para a construcao do barco.
Pena este verao chuvoso e cinzento que nao nos deixa aproveitar mais...
Bjs e obrigada por partilhares estas preciosidades!

Margarida Elias disse...

Sandra: É também o que eu acho: em Portugal liga-se pouco ao Património. Creio que é um problema de mentalidades... Bj!

www.amsk.org.br disse...

Margarida,

Um povo sm cultura, morre todos os dias um pouco. O que foi, nos faz reorganizar o presente e construir de forma mais ordenada o futuro. Quando há zelo e cuidado, não se gasta fortunas. O caso dos sanatórios que poderiam virar faculdades, casas de assistência e tanto mais.
Bela tela. Bonita a sua preocupação.

5 bjs da Cozinha

ana disse...

Margarida,
Não podia estar mais de acordo consigo.
Só estive duas vezes de passagem em Torres Vedras de forma que não conheço nada.
O Chafariz é lindo e merecia destaque.
Sublinho todos os comentários anteriores... é uma pena ver as o património a degradar-se.

Parabéns pela iniciativa de chamar a atenção sobre o património.

A casa da Condessa de Edla pode visitar-se?
Beijinhos. :)

Margarida Elias disse...

Cozinha dos Vurdóns: Concordo inteiramente. Bj!

Ana: É verdade o que diz. Quanto ao Chalet, pode visitar-se. Ainda não terminaram o restauro do interior, mas podemos entrar na mesma. Bj!