terça-feira, 20 de agosto de 2013

Em homenagem a uns bicharocos que de vez em quando tenho de engolir...

Aqui fica o registo de sapos e rãs (ainda não estou certa da diferença exacta entre eles), que, embora estejam longe de serem dos meus animais preferidos, diz-se que são bons jardineiros (Afonso Lopes Vieira). Surgem em várias histórias e canções, sobretudo infantis, onde são geralmente personagens simpáticos. Não farei certamente uma antologia completa da presença destes bichos nas diversas artes, mas aqui ficam alguns, de acordo com as minhas preferências e memórias, mais antigas e mais recentes.

Numa ilustração de Raul Lino para o livro Animais nossos Amigos, com poemas de Afonso Lopes Vieira (Edição da Livraria Ferreira, em Lisboa) (Link).
-
Na cerâmica de Bordalo Pinheiro
(Link)
-
Na conhecida fábula de La Fontaine

(Link)
-
Na história do Príncipe Sapo dos Irmãos Grimm ilustrado por Walter Crane, bem como nas versões da Disney e do Shrek - em que a voz do sapo é do extraordinário John Cleese

(Link)




-
O Sapo Kermit (Cocas) dos Marretas

-
E, para finalizar, os sapos de Paul McCartney

Win Or Lose, Sink Or Swim
One Thing Is Certain We'll Never Give In
Side By Side, Hand In Hand
We All Stand Together
Play The Game, Fight The Fight
But What's The Point On A Beautiful Night?
Arm In Arm, Hand In Hand
We All Stand Together

3 comentários:

ana disse...

Tão giro.
Pois Margarida eu gosto de rãs. Adoro essa jarrinha do RBP.
Tenho uma réplica, tenho alguns artefactos com rãs, uma espécie de coleção. Não gosto das rãs grandes, só em miniatura.:))

Beijinho. :)

Margarida Elias disse...

Deve ser uma colecção bem engraçada. Bjns! :)

Anónimo disse...

Muito bom relembrar...fazia as delicias lá de casa. Boa noite!