sábado, 28 de junho de 2014

Dispersos - Identidade I

No blogue (In)Cultura colocou-se esta questão: 
«- Porque é que, apesar de todos os espelhos, não sabemos realmente como somos?»
Cristoph Poschenrieder, A Paixão de Schopenhaeur (Link)
-
No blogue Vintage Photos encontrei um conjunto de auto-retratos de Vivien Meier, uma fotógrafa que não conhecia - sendo o auto-retrato um tema que se relaciona com os espelhos e a procura da identidade.
-
Vivien Meier, Auto-retrato (1955)
-
Vivien Meier, Auto-retrato (1956)
-
No blogue Myth & Moor encontrei esta frase que é sobre um outro nível da construção da identidade, neste caso ligada à vida - a capacidade de arriscar e não ter (demasiado) medo de falhar:
«It is impossible to live without failing at something, unless you live so cautiously that you might has well not have lived at all, in which case you have failed by default

2 comentários:

ana disse...

Margarida,
Muito obrigada pela referência.
Gostei muito destas fotografias e da citação de Rowling.
Muito interessante.
Beijinho. :))

Margarida Elias disse...

Obrigada, Ana! Muitos beijinhos e bom Domingo!