sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Leituras (excertos de «A Biblioteca» de Zoran Živković)

Henry Robert Morland, Woman Reading by a Paper-bell Shade (1766)
-
«Quando vim para esta casa, resolvi não ter biblioteca particular. Já não tinha condições. A minha casa é pequena - um estúdio, na verdade. (...) Toda a gente sabe que os livros devoram espaço sem qualquer piedade. E não existe defesa possível. Qualquer que seja o espaço que se lhes dê, nunca chega. (...) chegam sempre uns novos, enquanto o dono não tem coragem para se livrar de nenhum dos velhos. E assim, devagar, sem dar nas vistas, volumes de livros empurram tudo à sua frente. Como glaciares.».
-
-
«- O senhor sabe onde está, não sabe? - Tinha uma voz grave, arrastada.
- No Inferno - respondi depois de ter hesitado um pouco.
(...)
- Cada época tem o seu próprio Inferno. Agora é uma biblioteca. (...) / (...) Quando introduzimos os dados de todas as pessoas que se encontram aqui, ficou demonstrado que a característica que, de longe, une o maior número dos nossos internos, mesmo 84,12 por cento deles, é a ausência de vocação para a leitura. (...) / (...) Se tivessem lido mais, tinham tido menos tempo e incentivo para crimes. A leitura é, para eles, um verdadeiro bem medicinal. Por isso consideramo-la como terapia, e não como castigo (...).»
-
Felix Vallotton, Felix Feneon At The Revue Blanche (1896)
-
«(...) É estranho como o ser humano aceita com mais facilidade o impossível quando este deixa de o assustar.»
-
-
«Fui ao escritório, peguei no livro de bolso e voltei à cozinha. Pu-lo no prato, sentei-me à mesa e entalei o guardanapo no colarinho da camisa. Com a faca e o garfo, primeiro separei a capa, como teria feito com qualquer outra espécie de casca ou embalagem. O que estava ali escrito prometia uma verdadeira delícia (...).»
-
O livro é de 2015, os "bolds" são meus.

8 comentários:

Presépio no Canal disse...

Fiquei in love pelo primeiro quadro. Que encanto!
O livro que estás a ler parece ser muito interessante.
Beijinho!

Margarida Elias disse...

Sandra - Já acabei de ler e gostei bastante. É pequenino e lê-se bem. Beijinhos!

Zoran Zivkovic disse...

I am truly flattered that my book THE LIBRARY seems to be inspirational for you...

With best wishes,
Zoran Živković

Margarida Elias disse...

Zoran Živković - I love books, and fantasy stories, and I loved your book. Thank you for coming to my blog!

LuisY disse...

Fiquei cheio de curiosidade em ler a obra de Zoran Živković.

É curioso que nos EUA são relativamente comuns clubes de leitura em que as pessoas deixam num espaço qualquer público livros que já leram e trocam-nos por outros que desejam ler. É uma boa forma de não atravancar a casa com livralhada. Claro, esta modalidade funciona sobretudo para o romance, pois raramente relemos este tipo de livros. Normalmente os ensaios é que precisamos deles mais tempo, por vezes alguns deles consultamo-los uma vida inteira.

Gostei muito da associação feliz entre o texto e a imagem, que é quase uma imagem de marca do seu blog.

Bjos

Margarida Elias disse...

Luis Y - Obrigada! Eu também acho que se podiam fazer mais trocas de livros, porque realmente há muitos que só lemos uma vez. O livro em causa é da minha mãe :-) Bjs!

Mister Vertigo disse...

Só agora descobri este blog e estou deliciado com o que se encontra por aqui. Esta viagem ao universo dos livros, que adoro, quase me deixa sem palavras... simplesmente magnifico!
Bom dia:)

Margarida Elias disse...

Mister Vertigo - Ainda bem que gostou. Bom dia e obrigada!:-)