segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Camélias

Painel de azulejos de padrão de camélias (1680-1690, Museu Nacional do Azulejo)
-
Manufactura de Edouard Honoré, Prato "Camélia" (1830-1840, Palácio Nacional da Ajuda)
-
Henri Fantin-Latour, Flowers camelias and tulips (1862)
-
José de Almeida e Silva, Jarro com camélias (1906, Museu Nacional de Soares dos Reis)
-
Ilya Mashkov, Still life with camellias (1914-1915)

6 comentários:

Presépio no Canal disse...

Uma das minhas flores favoritas...:-)
Beijinhos!

Paula Lima disse...

São belas as camélias! Confesso que apenas comecei a apreciar verdadeiramente a arte da azulejaria e da cerâmica pintada a mão há uns anos largos, depois de visitar varás vezes a Cerâmica Constância: ia ter com a irmã mais velha ao escritório e pelo caminho deleitava-me com a arte e maestria de quem pintava as mais belas peças à mão!

Mister Vertigo disse...

Mais uma bela viagem em que não faltam os azulejos que me fizeram recordar que ainda não conheço o Museu do Azulejo e está na altura de o descobrir.
Boa tarde!

Margarida Elias disse...

Sandra - As camélias foram as flores do bouquet da minha sogra, quando se casou, há 50 anos :-) Beijinhos!

Paula - Eu gosto muito de azulejos e há alguns lindíssimos. Boa tarde!

Mister Vertigo - Também não vou lá há muito tempo. Boa tarde!

LuisY disse...

Adoro Camélias, mas aqui em Lisboa não se dão de todo. Existe uma cameleira centenária no jardim do Museu do Traje é e considerada uma raridade botânica nesta cidade de solos calcários e clima demasiado quente.

A cidade do Porto é que é a terra das Camélias. Lá são designadas por Japoneiras e existem dúzias e dúzias de variedades, de flores dobradas ou simples, brancas, matizadas, vermelhas, rosas, eu sei lá e atingem a altura de verdadeiras árvores. Julgo que estarão por esta altura a florir.

Talvez por causa da Dama das Camélias, associamos sempre esta planta ao romantismo e é também por essa razão que as camélias combinam tão bem com o Porto e sua bem preservada arquitectura do século XIX.

Bjos

Margarida Elias disse...

LuisY - Obrigada! Não sabia :-) Bjos!