quarta-feira, 29 de março de 2017

Ateliers

Giovanni Battista de Gubernatis, The Artist’s Studio in Parma (1812, GAM-Galleria Civica d’Arte Moderne e Contemporanea, Turin)
-
«(...) Isto é um estúdio de artistas? – acrescentou ela, olhando em volta alegremente.
- É assim que são hoje em dia, uma espécie de águas-furtadas, e terá sorte se não atravessar o chão – disse Peter.
-Tem tudo o que é preciso – disse David. – É virado a norte, muito espaço, um colchão para dormir, uso da casa de banho do andar de baixo, e do que chamam instalações de cozinha. E há uma ou duas garrafas – acrescentou. (...)»
-
Agatha Christie, A Suspeita, Edições Asa II, p. 101.

5 comentários:

APS disse...

Sobre este "virado a norte" é que fico na dúvida...
Porque seria provavelmente mais frio e, decerto, apanhava pouca luz.
Bom dia!

Paula Lima disse...

Há dois espaços que visitei e adorei (adorámos, aliás): o quarto do Proust no Carnavalet e a casa/museu/estúdio do pintor Maurice Denis em Saint-Germain-en-Laye. Espaços de artistas são sempre fascinantes e não sabendo eu nunca, como deve ser, o meu norte e o meu sul, acho, como diz o Arpose que o sul seria melhor (quente e solarengo)
Bom dia

Margarida Elias disse...

APS - Também me intrigou esta questão do virado a Norte. Ou a Agatha Christie se enganou, ou tem a ver com o facto de ser uma luz mais fria... não sei. Bom dia!

Paula Lima - Gostava de visitar também! Bom dia!

MR disse...

Linda pintura.
O «virado a norte» deve ter a ver com a luz não ser tão intensa. Menos luz e mais frio.
Bom fim de semana!

Margarida Elias disse...

MR - Pois, ém um tema a investigar :-) Bom Domingo!