sexta-feira, 30 de junho de 2017

No Museu do Chiado (visita feita há umas semanas)

Jean-Baptiste Carpeaux, Flora (1873)
-
Exposição
-
«Era já pleno estio. Os galans mais ardidos de Lisboa estanciavam por Seteais, por Pisões, e por aquelas Várzeas de Colares, a engarrafar lirismo para gastarem por salas nas noites de Inverno.»
-
Camilo Castelo Branco, A Queda de um Anjo (1866)
-
Alfredo de Andrade, Uma manhã em Creys (1863)
-
Soares dos Reis, O Pintor Marques de Oliveira (1881)
-
Marques de Oliveira, Praia de Banhos, Póvoa do Varzim (1884)

 -
 Artur Loureiro, Paisagem (Auvers-sur-Oise) (c. 1883)
 

-
Soares dos Reis, O Desterrado (1872)

 -
 Columbano Bordalo Pinheiro, A Chávena de Chá (1898)
-
 Carlos Reis, O Escultor Alberto Nunes (c. 1886)
-
 Aurélia de Sousa, No Atelier (1916)
-
Exposição
-
 António Pedro, Aparelho Metafísico de Meditação (1935)
-
René Bertholo, O Sol e a Lua (1967)

5 comentários:

APS disse...

A última visita que eu lá fiz (há 3/4 anos?) foi uma enorme decepção...
O espaço visitável era diminuto e a disposição das obras, canhestra.
Tenho que voltar, para ver se as coisas estão "melhores".
Bom dia!

Paula Lima disse...

Depois desta belissima amostra, fiquei com vontade de lá voltar o mais depressa possível!
Bom fim de semana

Margarida Elias disse...

APS - Eu gostei das exposições, embora a do século XIX pudesse ser maior. Boa tarde!

Paula Lima - Creio que vale a pena. Boa tarde e bom fim de semana!

Isabel disse...

Não conheço o Museu, mas pela amostra, parece bem interessante.

Um bom domingo:)

Margarida Elias disse...

Isabel - É um dos meus Museus portugueses preferidos, e as exposições agora estão muito boas. Bom dia!