quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Moscatel (ou vinho branco)

-
«- Olha cá, espera, homem. Então nem um cálice do meu bastardo, hem? olha que é do que tu gostas.
- Prefiro uma garrafa em minha casa.
- Lá franco no pedir és tu! Mas do que ninguém se gaba é de saber o gosto ao teus moscatel.
- Querias talvez que eu te mandasse um presente de vinho?! Era o que me faltava! presentes de vinho! – e a um frade!...»
-
Júlio Dinis, As Pupilas do Senhor Reitor, Lisboa, Edições Amigos do Livro, p. 102.
-

4 comentários:

Mister Vertigo disse...

Sempre que bebemos um pouco de vinho branco recordamos esta célebre sequência do cinema português e quanto ao Moscatel, a senhora aqui de casa pediu-me uma garrafinha para o Natal:)
E o Natal já aqui tão perto!
Muito bom dia!

Paula Lima disse...

Vai haver Moscatel, tá dito!
Algumas das sequências destes filmes, incluindo esta, sei de cor e salteado (e gosto tanto!)
Vou acrescentar as castanhas ao Moscatel, porque mesmo no Natal devem ir bem acompanhadas ;-) Estende-se o Outono até ao Natal!
Boa tarde!

Margarida Elias disse...

Mister Vertigo - Revi há pouco tempo e este filme e voltei a gostar imenso. Boa tarde!

Paula Lima - Moscatel é uma maravilha! E as castanhas é enquanto houver :-) Boa tarde!

Paula Lima disse...

E que maravilhoso é o "Roxo" com castanhas! Obrigada pelo conselho, que seguimos e com o qual eu já me deliciei (só um bocadito, para não abusar ;-) )
Bom domingo