quarta-feira, 2 de maio de 2018

Minotauros


Labirinto do Minotauro (séc. I, Villa de la via Cadolini, Cremona)
-
«Como bem notou Bairrão Oleiro, a utilização deste tema na decoração musiva de Conímbriga*, em meados do século II, pode dever-se a intenção apotropaica, “já que o Minotauro como o labirinto se podem considerar como símbolos profilácticos”. O labirinto cercado por muralhas com torres é símbolo da cidade, da agregação urbana e da estrutura onde se concentravam os poderes. (...)».
-
Mário Varela Gomes, «Das Origens à Romanização». In Rafael Moreira (Dir.). Portugal no Mundo: História das Fortificações Portuguesas no Mundo. Lisboa: Alfa, p. 24.
* Quanto aos labirintos de Conímbriga, publiquei-os aqui em 23 de Agosto de 2017.
-
Jarro de perfume em forma Minotauro (Jónia, 580-560 a.C.)
-
Hydria: Theseus and the Minotaur (550-530 a.C, Harvard Art Museum)
-
Antonio Canova, Theseus and the Minotaur (1781-1783, Victoria and Albert Museum, London)
-
George Frederic Watts, The Minotaur (1885, Tate Britain)
-
-
E gostei bastante deste Minotauro:

Sem comentários: