quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Árvores

Felix Vallotton, The Family of Trees (1922)
-
«(...). Há três anos que plantava árvores naquela região deserta, sozinho. Já tinha plantado cem mil das quais vinte mil já tinham nascido. (...)»
-
Jean Giono, O homem que plantava árvores, Marcador, 2012, p. 27*.
 -
Eyvind Earle, Autumn Eucalyptus (2006, © Eyvind Earle Publishing)
-
* um livro que comecei a ler e estou bastante curiosa.

6 comentários:

Presépio no Canal disse...


A segunda imagem é linda!! A luz...que maravilha!
A primeira também é bonita, mas esta gostei imenso.
Beijinhos!

Margarida Elias disse...

Sandra - Esse pintor tem obras muito bonitas - se quiseres vai ver o site. Acho que gosto de quase tudo. Beijinhos!

Paula Lima disse...

As árvores despertam-me respeito, sempre. Especialmente aquelas bem velhas de largas raízes e frondosos troncos! Gosto de as ver isoladas (há uma no caminho que faço, muito raquitica, que adorava fotografar, mas pedir ao sr que conduz o autocarro para parar só um bocadinho, é impossível ;-), em pleno acesso ao IC19 ), ou em "família". Adorei os quadros! (vou espreitar o site, aproveitando a sugestão :-)
O título do livro é sugestivo! Espero que corresponda!
Bom dia!

Margarida Elias disse...

Paula - Eu gosto imenso de árvores - acho que de todas - menos das florestas de eucaliptos que se fazem em Portugal (mas a culpa não é dos eucaliptos). Boa tarde!

Mister Vertigo disse...

Confesso que fiquei fascinado com a segunda imagem desta crónica da autoria do artista Eyvind Earle e segui os links que nos oferece, para terminar por descobrir a relação do artista com os anos criativos dos Estúdios Disney e o filme "A Bela Adormecida", um dos meus favoritos, desde criança. Obrigado.
Boa Tarde

Margarida Elias disse...

Mister Vertigo - Acho que a obra de Eyvind Earle é fantástica e concordo consigo: a Bela Adormecida é um dos melhores filmes da Disney e nomeadamente pelos cenários. Boa tarde!