terça-feira, 11 de outubro de 2016

Pensamentos

Arnold Böcklin, Autumn thoughts
-
“It's hard to believe in coincidence, but it's even harder to believe in anything else.”
-
-
Devido a uma série de eventos, incluindo recentes, ontem dei comigo a pensar sobre as coincidências. Apesar de ser uma pessoa que gosta muito da fantasia e ficção científica, apesar de não gostar de usar as palavras "nunca" ou "impossível" (prefiro o "talvez" e o "improvável"), geralmente considero que a explicação mais racional e lógica é, em princípio, a mais provável.
Contudo, a vida tem-me demonstrado que acreditar em puras coincidências, no puro acaso, por vezes, também é difícil, pois parece que há momentos que se conjugam para um determinado fim (bom ou nem por isso). Destino? Vontade de Deus?
Daí que, mesmo que tivesse uma máquina do tempo iria ter medo de mudar algo no passado. Como diz o ditado: «Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay».

3 comentários:

Paula Lima disse...

Estava a ler o texto e a pensar no ditado que está escrito no final, acredite ou não! Há coisas que nos acontecem que nos deixam perfeitamente de cara à banda e nos fazem pensar duas vezes na existência de uma realidade pura e dura ou se calhar em algo mais!
Eu acho que existe a possibilidade de algo mais, mas isso sou eu!
São mesmo pensamentos outonais!

Margarida Elias disse...

Eu também acredito, Paula. Bom dia! :-)

Isabel disse...

Eu acredito piamente que existe algo mais para lá da nossa simples percepção de mortais. Chamo-lhe "Deus".

Boa tarde:)